segunda-feira, 23 de maio de 2016

Em diálogos gravados, Jucá fala em pacto para deter avanço da Lava Jato

Em conversas ocorridas em março passado, o ministro do Planejamento, senador licenciado Romero Jucá (PMDB-RR), sugeriu ao ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado que uma "mudança" no governo federal resultaria em um pacto para "estancar a sangria" representada pela Operação Lava Jato, que investiga ambos.
Gravados de forma oculta, os diálogos entre Machado e Jucá ocorreram semanas antes da votação na Câmara que desencadeou o impeachment da presidente Dilma Rousseff. As conversas somam 1h15min e estão em poder da PGR (Procuradoria-Geral da República).

quinta-feira, 12 de maio de 2016

Dilma é afastada por até 180 dias do Governo


O plenário do Senado Federal aprovou às 6h34 desta quinta-feira (12) a abertura de processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff  (PT). Foram 55 votos a favor e 22 contra. 
Com a decisão, ela fica afastada do mandato por até 180 dias, até o julgamento final pelo Senado. 
Com o afastamento de Dilma, o vice Michel Temer (PMDB) assume como presidente em exercício.

terça-feira, 10 de maio de 2016

Waldir Maranhão revoga decisão de anular sessão do Impeachment




O presidente interino da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão (PP-MA), revogou sua própria decisão que revogava a sessão que votou e aprovou o processo de Impeachment da presidente Dilma.
Ele tomou essa decisão à 00h20 e encaminhou ofício ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que já havia se manifestado contrário ao ato tomado no dia anterior.
O processo de Impeachment será votado no Senado nesta quarta, dia 11. 

segunda-feira, 9 de maio de 2016

Tchau querido?

A Mesa Diretora da Câmara dos Deputados deve decidir nesta segunda-feira se o presidente afastado da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), manterá os benefícios do cargo, como o salário de R$ 33,7 mil, a residência oficial e a permissão de uso de jato da FAB .
Cunha foi afastado do cargo e de seu mandato na semana passada, por unanimidade, após o tribunal  entender que o deputado utilizou-se do cargo para constranger e intimidar parlamentares, prejudicando investigações da Operação Lava Jato, na qual é reu, e seu processo de cassação na Comissão de Ética. O pedido de afastamento foi feito pela PGR (Procuradoria Geral da República).

quinta-feira, 5 de maio de 2016

Equipe de Temer está quase pronta

Com um olho na formação de uma base parlamentar "confortável" e outro na necessidade de passar a ideia de que comandará um governo eficiente, o vice-presidente Michel Temer vai formando uma completa equipe ministerial, caso assuma o governo em caso de impeachment da presidente Dilma Rousseff.
A lógica de Temer tem sido a de contemplar os diversos partidos que apoiaram o afastamento da presidente.

terça-feira, 3 de maio de 2016